top of page

Isabela Mestriner

Soprano

Soprano lírico brasileira, Isabela Mestriner formou-se em 2013, no curso de Música da Universidade de São Paulo (USP). Já foi solista em diversas montagens de óperas e musicais realizadas pela Cia. Minaz de Ribeirão Preto e Ópera Estúdio da EMESP e, em 2015, recebeu o seu primeiro prêmio de Jovem Voz Revelação no VIII Concurso Carlos Gomes Estímulo para Cantores Líricos. Posteriormente, em 2016, participou do IIIº Festival de Ópera de Ribeirão Preto no Teatro Minaz, apresentando-se no papel de Segunda Mulher na ópera Dido and Aeneas, sob regência de Mítia D’Acol e no papel de Donna Elvira na ópera Don Giovanni, sob regência do maestro Abel Rocha. Também participou de récitas de Don Giovanni com o Ópera Estúdio da EMESP, no papel de Donna Anna, sob direção musical de Mauro Wrona. Em 2018, estreou como Dinah em Trouble in Tahiti, de Leonard Bernstein e como Félix na estréia mundial da ópera “A Revolução das Crianças”, do compositor brasileiro Eduardo Seicman e integrou o elenco da ópera Gianni Schicchi, de Puccini, no papel de Ciesca, montagens todas sob direção musical e regência de Abel Rocha e produção da Cia. Minaz. No mesmo ano participou do programa Prelúdio da TV Cultura. Estreou também no papel de Segunda Dama, na ópera Die Zauberflöte, de Mozart e no papel de Merenciana, na ópera brasileira O Diletante, de João Guilherme Ripper. Foi premiada no concurso Linus Lerner (2020) e, em 2022, foi finalista nos concursos de canto Zola Amaro e Natércia Lopes. Seus recentes papéis em ópera são o da personagem Gretel, da ópera Hänsel und Gretel de Engelbert Humperdinck, com montagem sob regência de Gabriel Rhein-Schirato e o da personagem Musetta, na ópera La Bohème de Giacomo Puccini, com montagem sob regência do maestro Abel Rocha. Desenvolve continuamente sua carreira no canto realizando óperas, concertos, festivais e concursos pelo Brasil.





Isabela Mestriner

bottom of page